Blog Anaclin

Qual a melhor dieta para perder peso?

Diariamente as pessoas se perguntam: Qual é a melhor dieta para eu perder peso? Porque esta dieta funcionou para minha vizinha e não deu certo no meu caso? Porque ela mantém a boa forma? Alguma dieta especial? Ela me respondeu que, não fazia nada de diferente, apenas comia de tudo, e que achava que era a genética? Há uma explicação lógica para isto?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. Em 2025 teremos, cerca de 2,3 bilhões de adultos com sobrepeso e mais de 700 milhões com obesidade. No Brasil, 50 % da população encontram-se com sobrepeso e obesidade.

De acordo com a ciência cada indivíduo é único, e isto se deve ao seu DNA. Em 1990 nos Estados Unidos com James D. Watson deu início ao PROJETO GENOMA HUMANO, e foi concluído em abril de 2003, com o sequenciamento de 99% do genoma humano com uma precisão de 99,99%. A partir disto novos conceitos surgiram, entre eles a NUTRIGENÔMICA, que aborda a relação entre a alimentação e a genética, visando permitir uma máxima personalização. Abrangendo questões relacionadas ao controle de peso, obtenção e manutenção, além dos aspectos relacionados à saúde e ao bem estar.

b2

Seria a DIETA do DNA a resposta às indagações feitas acima?
O processo de emagrecimento deve ser pautado em três pontos fundamentais: o equilíbrio endócrino-metabólico, atividade física e a dieta, vinculados de forma integrada e harmônica. A DIETA não deve ser vista como um carrasco, como uma punição, ou um martírio, e sim como opção de habito alimentar.
Basta um click, na internet, que conseguimos acessar centenas a milhares de informações, sobre tratamentos e orientações na área de nutrologia. As mais diversas dietas são apresentadas, algumas com embasamento científico e outras não, ditas milagrosas. Neste momento a dúvida sobre qual escolher, frente a tantas opções.

Existe uma regra universal, na escolha da melhora dieta?
O estudo genético no perfil alimentar do paciente é uma ferramenta avançada e moderna, com objetivo de melhorar a nutrição e bem estar do paciente. Importante papel no emagrecimento e na manutenção do peso. O Planejamento alimentar personalizado, a partir de uma base genética, possibilitando novas estratégias e soluções que contribuem para a melhoria da qualidade de vida e para a longevidade. É de fundamental importância a prevenção e o combate à obesidade, assim como aos riscos a ela associados, a curto ou a longo prazo. Além disso, podemos enaltecer o papel crucial dos alimentos, sendo estes os mais poderosos medicamentos disponíveis ao ser humano. A interação entre Nutrição e Genética confirma a estratégia vencedora em definir um planejamento alimentar personalizado, construído sob medida para a vida e o bem estar.

“Nós somos o que nós comemos, ou melhor, o que nosso organismo absorve”.

O Mapeamento Genético Alimentar analisa o metabolismo dos carboidratos, dos lipídeos e das proteínas, objetiva identificar um perfil alimentar de macronutrientes personalizado, com base na predisposição genética, assim influenciando diretamente no padrão alimentar, permitindo criar diretrizes para um plano alimentar saudável, visando à obtenção e manutenção do peso saudável.
Nos dias de hoje compreendemos totalmente a importância das vitaminas no desempenho do metabolismo celular e a necessidade de uma correta administração dos micronutrientes que nosso organismo, por si só não produz. As informações genéticas sobre o metabolismo, a absorção e o transporte das vitaminas, personalizam ainda mais o programa alimentar, ocorrendo o mesmo com o cálcio e magnésio.

b3

Hoje podemos identificar a predisposição a certas intolerâncias e sensibilidades alimentares. Substâncias como o álcool, cafeína, níquel, sódio, frutose, lactose e glúten, assim como a predisposição genética ao acúmulo ou à deficiente absorção de ferro.

Permitindo um programa de prevenção, podemos identificar a suscetibilidade à hipercolesterolemia, à diminuição da atividade insulínica, ao acúmulo de gordura visceral e à síndrome metabólica.
Todos os processos metabólicos que ocorrem no interior do nosso organismo produzem resíduos tóxicos, os quais devem ser eliminados para garantir um saudável funcionamento celular. Este complexo processo é chamado de destoxificação. Engloba tanto a capacidade antioxidante, quanto a capacidade destoxificante. Assim também podemos identificar a predisposição genética do nosso organismo para combater, de maneira eficaz e fundamentada na genética o excesso de radicais livres e acúmulo de toxinas.

Os avanços nesta área nos permitem estudar a (1) Genética para nutrição personalizada; (2) Perfil genético para saúde da mamãe e do bebê; (3) Perfil genético para doença celíaca; (4) Intolerâncias alimentares; (5) Detecção genética da intolerância a lactose e hipolactasia primária; (6) Predisposição genética a obesidade e (7) Performace esportiva, força e eficiência.

E suma o Mapeamento Genético Alimentar, pode ser colhido no consultório médico, por uma raspagem de células da mucosa oral, com escovinhas especiais. Segue-se o material aos laboratórios capacitados e habilitados que efetuam o estudo nutrigenômico. Aproximadamente em 30 dias de posse dos resultados, teremos no consultório a oportunidade de discutir em detalhes sobre este relatório e a possibilidade de construir uma dieta personalizada respeitando toda a individualidade do paciente.

Nós somos únicos, e da mesma forma nosso Mapa Genético também é único e não se altera do nascimento a morte, ou seja, este estudo é realizado uma única vez em toda a vida, tornando-se um investimento na sua saúde.

_____________________________

Dr Marcelo Sech
| CRM 14.643 |

ABRAN – Associação Brasileira de Nutrologia
SOBRAF – Sociedade Brasileira de Estudos da Fisiologia

Consultório São José dos Pinhais
Rua Alcídio Viana, n° 837-B, 6° andar, sala 602
41-3146-0856 ou 41-9169-6309
drmarcelosech@hotmail.com

18 comentários para “Qual a melhor dieta para perder peso?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *